Tempo? Qual tempo' Nós não temos tempo!


"Aproveita, filha. Aproveita ao máximo. O tempo não pára, muito menos volta para trás."

De que o tempo não pára, as últimas férias de verão encarregaram-se de o confirmar. Passaram num ápice! Foi como se nem se quer tivessem começado e já lá estava eu a fazer de novo as malas para voltar. Lá encaminhava-me pronta – mas nem tanto – de volta à verdadeira batalha. E ainda me lembro de pensar, já sentada no avião antes mesmo dos motores começarem a rugir, “Até logo, coração!”.


É impressionante como o tempo passa sem nos apercebermos e, quando damos por nós, gostaríamos de ter saboreado um pouco mais a última garfada daquele prato excecional que comemos numa pacata tarde de terça-feira, quando as férias nos pareciam aborrecidas. Ou então, gostaríamos de ter cantado mais uma música no carro com a nossa irmã, quando mais ninguém conseguia perceber o que é que tanto nos alegrava naquele volume de acordar defuntos! Ou mesmo adoraríamos ter permanecido um, dois… mais cinco minutos sentados naquele colo que tanto nos conforta. É simplesmente impressionante!



Mas o tempo, ele todo sapiente, se encarrega de nos devolver esses momentos que nos enchem o coração de emoção. Quer seja através de memórias, quer a partir de novos momentos, novas oportunidades de vivenciar tamanha alegria e paixão. Nós, entretanto, ficamos com a parte mais fácil desta parceria que temos com o tempo. Afinal de contas, só temos que nos certificar que desembrulhamos todo os presentes que ele nos oferece!

Aproveitemos ao máximo!

©2020 by Larissa Daniel